Angelina Macedo - Sonhei





Angelina Macedo - Sonhei


Sonhei que era feliz e era amada,

Que ao lado de meus pais tranquilamente,

Passava minha vida sorridente,

Sem nunca pela dor ser perturbada.


Nessa doce ilusão, sendo embalada,

Áureos castelos levantei na mente

E por linda visão aurifulgente,

Era ao céu de fantasia arrebatada.


Porém ao despertar do grato sonho,

Ao ver o meu presente tão tristonho,

Tão negro como fora o meu passado.


Quisera viver sempre adormecida,

Do mundo e de todos esquecida,

Ou ao menos, meu Deus, não ter sonhado!


Ana Angelina Soares de Amorim (1875-1906)

foi uma poetisa brasileira.









Corresponding content: