Robert Burns - A Red, Red Rose





Robert Burns - A Red, Red Rose


O my Luve's like a red, red rose,

That's newly sprung in June:

O my Luve's like the melodie,

That's sweetly play'd in tune.


As fair art thou, my bonie lass,

So deep in luve am I;

And I will luve thee still, my dear,

Till a' the seas gang dry.


Till a' the seas gang dry, my dear,

And the rocks melt wi' the sun;

And I will luve thee still, my dear,

While the sands o' life shall run.


And fare-thee-weel, my only Luve!

And fare-thee-weel, a while!

And I will come again, my Luve,

Tho' 'twere ten thousand mile!




Robert Burns - Uma rosa vermelha (PT)


O meu amor é como uma rosa vermelha,

Que acaba de florescer em Junho.

O meu amor é como uma melodia

Docemente tocada com harmonia.


Tão bela tu és, minha maravilhosa donzela,

Tão profundamente apaixonado eu estou

Que eu te amarei ainda, minha amada,

Até que todos os mares sequem.


Até que todos os mares sequem, minha amada.

E as rochas se fundam com o sol;

E eu te amarei ainda, minha amada,

Enquanto as areias da vida correrem.


Mas adeus, meu único amor,

Oh, adeus por algum tempo,

E eu regressarei, meu amor,

Ainda que dez mil léguas nos separem.


Robert Burns (1759–1796)

Foi um poeta Escocês.









Corresponding content: